O Google diz que bloqueou mais de 99 milhões de anúncios falsos relacionados ao COVID

O Google  bloqueou mais de 99 milhões de anúncios falsos relacionados ao COVID de seu servidor, disse a empresa em um blog na  segunda-feira. Os tópicos bloqueados variam de curas milagrosas falsas e doses de vacina a máscaras N95 falsificadas. O relatório anual de segurança de anúncios do gigante das buscas   detalha os esforços da empresa em 2020 para combater a desinformação .

“Continuamos a ser ágeis, rastreando o comportamento de agentes mal-intencionados e aprendendo com isso”, disse o vice-presidente de privacidade e segurança de anúncios do Google, Scott Spencer. “Ao fazer isso, podemos nos preparar melhor para futuros golpes e reivindicações que possam surgir.”

 

Para combater esses anúncios falsos, disse Spencer, o Google implementou novas políticas e programas, investiu em uma nova tecnologia de coordenação e aprimorou sua tecnologia de detecção automatizada e processos humanos.

Além dos anúncios COVID-19 falsos, o Google relatou o bloqueio e a remoção de cerca de 3,1 bilhões de anúncios por violações de políticas, bem como a restrição de outros 6,4 bilhões de anúncios. Outras plataformas, como Facebook e YouTube , também buscaram remover a desinformação relacionada à pandemia do coronavírus no ano passado. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *